Seu Estado
Não Inscrito
Preço
929,90
Comece Agora

Introdução

Há muito tempo, antes de começarmos a falar sobre Métodos Não Destrutivos, a urbanização trouxe grandes desafios para os administradores na gestão de seus ativos de infraestruturas, seja para a implantação de redes novas, seja na manutenção, reabilitação e renovação das redes existentes.

Os países privilegiaram a mobilidade e o transporte em todas as suas modalidades, gerando um grande problema: o uso do espaço subterrâneo para diversas atividades. Não é novidade o problema universal de inúmeros engarrafamentos de trânsito causados, entre outros motivos, pela manutenção de redes de água, esgoto, gás, entre outras.

Implantar novas redes subterrâneas, ou manter as já enterradas, passou a ser um desafio para os administradores dos serviços públicos de Água, Esgotos, Energia, Gás Natural, Comunicações, Drenagem Pluvial. E os Métodos Não Destrutivos de implantação dessas redes, ou manutenção das existentes, já não aceitam mais a abertura contínua de valas e todos os seus transtornos.

O curso traz uma atualização do tema, demonstra experiências, lições aprendidas, desafios e, mais do que isso, ensina as melhores práticas para projetar, contratar, gerenciar e executar trabalhos através do MND.

Objetivo do Curso sobre Métodos Não Destrutivos

Nos EUA e Canadá, o arcabouço que envolve a agenda acadêmica dos Métodos Não Destrutivos é extenso e ensinado na graduação. São inúmeras Universidades nesses países que, além dos cursos de MND na graduação, suportam esses programas com Centros Técnicos de apoio aos alunos e professores, numa convivência produtiva com os setores da sociedade que gerenciam esses ativos e todos os envolvidos na área, como projetistas, concessionárias, gerenciadores de obras, empreiteiras, consultores.

O objetivo deste curso é dar ao aluno noções básicas e certo aprofundamento no MND, aumentando seu repertório técnico e direcionando o encadeamento entre ideias e uso prático.

Público-alvo

  • Engenheiros e Técnicos de Saneamento Básico e Ambiental, Engenheiros Civis com dedicação na área de Serviços públicos, Engenheiros encarregados da Manutenção de Redes Enterradas
  • Engenheiros Projetistas de Sistemas de Infraestruturas, de Produção e Distribuição de Água Bruta e Potável, Esgotos, Gás Natural, Energia Elétrica, Telecomunicações, e Drenagem Superficial
  • Engenheiros e Técnicos dos Sistemas Operacionais desses serviços Públicos
  • Empreiteiros de obras de infraestruturas
  • Alunos da Graduação de Engenharia Civil nas diversas cadeiras de serviços públicos

Metodologia

O curso faz uma revisão do conceito de “projeto”, propondo uma reflexão desde a fase do anteprojeto até sua entrega final, passando pela concepção, viabilidade técnica, definição dos métodos, custos e prazos de entrega.

Publicações para Download

O que você irá aprender

Conheça o Professor

Prof. Eng. Sérgio Palazzo

Experiência

O Engº Sérgio Palazzo foi um mecânico de máquinas que explorou nos primeiros anos de sua carreira profissional a aplicação das tecnologias e máquinas dedicadas ao setor de infraestrutura. Mais tarde, ampliou sua formação com Cursos de Pós-graduação em Administração de Negócios, pela Harvard Business University, e com a Gestão da Produção pela Universidade Federal de São Carlos – UFSCar. Recentemente acrescentou em seu currículo a formação pós-graduada em Engenharia do Saneamento Básico e Ambiental pela UNIP-INBEC.

Ao longo de mais de três décadas esteve ligado ao setor mundial de MND, fazendo parte durante sete anos do grupo diretivo da Internacional Society for Trenchless Technology (ISTT), órgão supremo dos Métodos Não Destrutivos. Percorreu os cinco continentes experimentando e acessando as lições aprendidas por mais de 20 países.

Traduziu várias obras para a língua portuguesa com o objetivo de cobrir essa lacuna brasileira no setor de infraestrutura, juntando aos autores brasileiros a complementariedade dos MND para os setores, infraestrutura e serviços públicos.

Ministra diversos cursos na área de MND, já treinou mais de 500 técnicos e engenheiros, além de ter exercido a execução direta da maioria dos métodos que enfoca nos seus treinamentos.

É responsável pela Engenharia Consultiva do setor, prestando serviços a projetistas, concessionários, empreiteiros e gerenciadores de obras.

5/5